HISTÓRICO DO MISS PE

Embaladas pelo sucesso da baiana Marta Rocha no concurso Miss Universo 1954 muitas jovens brasileiras almejaram e sonhavam com o um título de miss. A partir de então, Miss se tornava  sinônimo de status e era a melhor forma de uma mulher se destacar na vida pública naquele período.
Desta forma, aqui no nosso Estado no dia 28 de maio de 1955 era realizado, no Clube Náutico Capibaribe, o primeiro concurso de beleza que tinha como objetivo levar a vencedora, titulada de Miss Pernambuco,  para a competição nacional que selecionava uma brasileira para o Miss Universo. Os principais clubes organizaram o certame e colocaram suas representantes na passarela. Alba de Souza Leão, jovem de muita classe, oriunda de uma das mais tradicionais famílias pernambucanas vencia a primeira edição do Miss Pernambuco, representando o Aeroclube do Recife.
Alba fez bonito no Miss Brasil de 1955, mas infelizmente não se classificou. Mas foi em 1958 que Pernambuco viu sua representante, Sônia Campos, chegar bem perto do título nacional, conquistando o segundo lugar e se consagrando como a primeira Miss Mundo Brasil.  O título de Miss Mundo Brasil ainda ficou com representantes pernambucanas por mais dois anos, Dione Brito (Miss Pernambuco 1959 e vice-Miss Brasil 1959) e Maria Edilene Torreão (Miss Pernambuco 1960 e 3º lugar no Miss Brasil 1960).
As primeiras edições do Miss Pernambuco eram constituídas apenas por candidatas de clubes, tradição na época. Por isso, temos o Clube Náutico Capibaribe como o maior vencedor da competição estadual, com cinco títulos. A grande proeza foi do município de Serra Talhada que possui três conquistas consecutivas (1974, 1975 e 1976). Já Caruaru é a cidade que mais enviou representantes na disputa.
A maioria das edições do Miss Pernambuco aconteceram na capital do Estado, em Recife. E no auge do concurso, chegou a lotar por vários anos o Ginásio de Esporte Geraldo de Magalhães Melo, o Geraldão. Outras edições foram realizadas pelo interior de Pernambuco, em Caruaru (1984/1985/2001), Petrolina (1997) e Gravatá (2010).
Hoje, com quase 60 anos de história, o Miss Pernambuco, que passou a ser chamado de Miss Universo Pernambuco,  é considerado um dos principais concursos estaduais brasileiros. E com a nova onda missológica vem ganhando espaço no cenário nacional. Há 23 anos o certame estadual é coordenado e produzido por Miguel Braga. Já representante pernambucana no Miss Mundo Brasil, desde 2006, passou a ser selecionada por um concurso a parte ou através de uma indicação, atualmente feita por Fernando Bandeira, que possui também a franquia do Miss Terra e Miss Brasil Latina em Pernambuco.

Confira a lista das misses pernambucanas:


1955
Alba Carneiro Leão – Representou o Aeroclube do Recife no estadual.
Não se classificou no Miss Brasil 1955.

1956
Nelbe de Souza Leão – Representou o Clube Náutico Capibaribe no estadual.
Não se classificou no Miss Brasil 1956.

1957
Zaíra Pimentel – Conseguiu o bi-campeonatopara o Clube Náutico Capibaribe no Miss Pernambuco.
Não se classificou no Miss Brasil 1957.




1958
Sônia Campos –Representou o Santa Cruz Futebol Clube no estadual. Em 1957, tinha ficado em segundo lugar no Miss Pernambuco, representando o Circulo Militar do Recife.
No Miss Brasil 1958 ela obteve o segundo lugar, se consagrando como a primeira Miss Mundo Brasil.

1959
Dione Brito – Representou Caruaru no estadual. Sendo assim, a primeira Miss Pernambuco vinda do interior do Estado.
Ficou em segundo lugar no Miss Brasil 1959, recebendo o título de Miss Mundo Brasil daquele ano.

1960
Maria Edilene Torreão – Representou o Santa Cruz Futebol Clube no estadual. Em 1959, tinha ficando em terceiro lugar no Miss Pernambuco, representando o Clube Náutico Capibaribe.
Ficou em terceiro lugar no Miss Brasil 1960, se consagrou como Miss Mundo Brasil daquele ano, sendo a terceira pernambucana com esse título.




1961
Mª Lúcia Santa Cruz – Representou o Clube Internacional do Recife no estadual.
Foi semifinalista no Miss Brasil 1961, sendo Top 8 na competição.

1962
Terezinha Frazão  – Representou o Clube Português do Recife no estadual.
Não obteve classificação no Miss Brasil 1962.

1963
Vera Lúcia Bezerra – Representou o Clube Náutico Capibaribe pelo segundo ano consecutivo. Em 1962 ficou em terceiro lugar e só em 1963 vence o estadual.
Não se classificou no Miss Brasil 1963, que elegeu Iêda Vargas, a primeira Miss Brasil a ganhar o Miss Universo.




1964
Ana Mª Costa Caldas – Representou o Clube Náutico Capibaribe no estadual. Desta forma o clube conseguiu o seu segundo bi-campeonato no concurso.
Ficou em quarto lugar no Miss Brasil 1964.
1965
Alda Simonetti Maia – Representou o Sport Club do Recife no estadual.
Não obteve classificação no Miss Brasil 1965. 
1966
Raiolanda Castelo Branco – Representou o Círculo Militar do Recife no estadual.
Não se classificou no Miss Brasil 1966.




1967
Vera Maria Silva –  Representou o Círculo Militar do Recife no estadual. Com isso ficamos com mais um bi-campeão no Miss Pernambuco.
Sem classificação no Miss Brasil 1967.

1968
Mª Eunice Mergulhão – Ganhou o estadual representando Caruaru. Desta forma, a cidade do forró passa a acumular dois títulos.
No ano que Martha Vasconcelos é consagrada Miss Brasil e Miss Universo e Mª da Glória Carvalho era eleita Miss Beleza Internacional, Pernambuco seguia sem classificação no concurso nacional.

1969
Geruza Farias – Agora era a vez de outra cidade interiorana levar o título, Belo Jardim ficou em festa.
Não tivemos classificação no Miss Brasil 1969.




1970
Ana Almeny Arruda – Representou a cidade de Surubim no estadual.
Mais uma vez não tivemos classificação no concurso nacional.
1971
Dilene Mª Araújo –  O título foi daquele ano foi para Garanhuns. As cidades seguiam vencendo o Miss Pernambuco, após anos de vitórias de clubes.
No ano em que Lúcia Tavares Petterle conquista nosso único título no Miss Mundo, ficamos sem classificação no Miss Brasil.

1972
Mª Madalena Jacome – Representou a Escola Superior de Relações Públicas de Pernambuco (ESURP). Era a primeira vez que uma instituição de ensino vencia o certame estadual.
Depois de um jejum de sete anos sem classificação, tivemos um quarto lugar de Madalena no Miss Brasil 1972.




1973
Enilda de Sá Barreto – Representou a Associação Universitária para o Trabalho no estadual.
Não obteve classificação no Miss Brasil 1973.

1974
Cilene Bezerra –  Representou a cidade de Serra Talhada no estadual. Era a primeira vez, que o título ia para uma cidade sertaneja.
Não tivemos classificação no Miss Brasil 1974.

1975
Mª de Fátima Mourato – Conseguiu o bi-campeonato para a cidade de Serra Talhada.
Sem classificação no Miss Brasil 1975.


1976
Matilde de Souza –  Representou a cidade de Serra Talhada no estadual, isso mesmo teve um tri-campeonato, que até hoje é o único.
E seguimos sem classificação no concurso nacional.

1977
Zilene Torres –   Representou a cidade de Goiana no estadual.
Não obteve classificação no Miss Brasil 1977.

1978
Ângela Galvão – Depois de dez anos um clube voltava a vencer o Miss Pernambuco. Foi o Clube Português do Recife.
Ângela conseguiu outro feito, se classificou no Miss Brasil 1978 e obteve o quinto lugar.






1979
Anne Elizabeth Brasileiro –  O primeiro vencedor do Miss Pernambuco, via sua representante ser coroada, o Aeroclube do Recife.
Anne foi semifinalista no Miss Brasil 1979, sendo umas das misses do TOP 12.

1980
Ana Lúcia Caldas – Representou o Clube Internacional do Recife no estadual.
Semifinalista no Miss Brasil 1980, Lúcia fez parte do TOP 10.

1981
Rita de Cássia Spencer – São Benedito do Sul era destaque no Estado, pois sua representante acabava de ganhar o Miss Pernambuco.
O brilhou se estendeu por todo o país e Rita faturou o quinto lugar do Miss Brasil. De 1958 a 1980, o segundo ou terceiro lugar no Miss Brasil ganhava o direito de representar o país no Miss Mundo, naquele ano esse vínculo foi cancelado e não tivemos representante na categoria Mundo.


1982
Simone Valença – Mais um título para o Clube Internacional do Recife.
Simone terminava o Miss Brasil 1982 empatada com a representante carioca na terceira posição.
Destaque naquele ano, para Louseane Oliveira, que representou o Estado no Miss Mundo Brasil sendo finalista da competição.

1983
Mônica Veloso –  Representou a cidade de Igarassu no estadual.
Não obteve classificação no Miss Brasil 1983.
Destaque para Mônica Queiroz, que foi segundo lugar no Miss Pernambuco representando o Clube Internacional do Recife e participou do Miss Mundo Brasil levando o nome do nosso Estado, mas também não obteve classificação.

1984
Suzi Rêgo –  Representou a Ilha de Itamaracá no estadual.
Ficou em segundo lugar tanto no Miss Brasil 1984 quanto no Miss Mundo Brasil 1984. 




1985
Simone Augusto –  Representou o Clube Português do recife no estadual.
Não se classificou no Miss Brasil 1985, mas teve êxito em 1987 quando venceu o Miss Mundo Brasil representando Pernambuco.
Em 1985 não houve representante pernambucana no Miss Mundo Brasil.

1986
Flávia Guimarães –  Consagrou o Clube Internacional do Recife como o maior vencedor no Miss Pernambuco, era o quinto título.
Foi semifinalista do Miss Brasil 1986, ocupando o TOP 12.
Destaque para Sandra Santos, que representou o Estado no Miss Mundo Brasil e ficou em terceiro lugar.

1987
Margarida Brasileiro – Representou a Loja Ele & Ela, que pertencia a agência de modelo Ele & Ela, a qual chegou a organizou o concurso estadual durante um período.
Não obteve classificação no Miss Brasil 1987. Neste ano a Miss Pernambuco 1985 Simone Augusto ganhava o Miss Mundo Brasil.




1988
Ana Mª Guimarães – Foi a primeira miss negra a ganhar o estadual, representou o Clube Rodoviário do Recife.
Foi semifinalista no Miss Brasil 1988, figurando no TOP 12.
Neste ano não houve o concurso de Miss Mundo Brasil, e o país não teve representante nesse concurso mundial.

1989
Ana Cristina de Medeiros – Levou o título estadual representando a cidade de Gravatá.
Não se classificou no Miss Brasil 1989. Chegou a representar o Estado novamente no Miss Brasil em 1991, mas também sem classificação.
Neste ano o Brasil seguia sem concurso e representante no Miss Mundo.

1990
Ana Cláudia Pessoa – Representou a Caixa Econômica Federal no estadual.
Neste ano não houve o concurso do Miss Brasil, e o país não teve representante no Miss Universo. Ana Cláudia representou o Estado no Miss Mundo Brasil 1990 e ficou em terceiro lugar. Mais tarde em 1992, participou do Miss Brasil e foi semifinalista, ficando no TOP 12 daquele ano. 




1991
Mª Bethânia Gonçalves – Representou a cidade Camoxim de São Félix no estadual.
Foi semifinalista no Miss Mundo Brasil 1991. E não participou do Miss Brasil daquele ano.

1992
Karine Tavares – Mais um título para o Clube Náutico Capibaribe, que desta forma se iguala com o Clube Internacional do Recife como os maiores vencedores do Miss Pernambuco.
Karine foi finalista no Miss Mundo Brasil 1992. Quem participou do Miss Brasil naquele ano foi Ana Cláudia, Miss Pernambuco 1990.

1993
Núbia Rejane Santana – Ficou em segundo lugar no estadual representando a cidade de São Lourenço da Mata. Ilma Aquino, a Miss Camaragibe, venceu o concurso, mas por ser menor de idade perdeu o título um dia depois de tê-lo conquistado.
Em 1993, a Miss Brasil foi biônica, a gaúcha Leila Cristine Schuster, por isso Núbia Rejane participou do Miss Mundo Brasil e não se classificou.Só em 1994 representou Pernambuco no Miss Brasil e também não se classificou. 




1994
Andresa Paiva – Representou a cidade de Paulista no estadual.
Foi a Miss Simpatia no Miss Mundo Brasil 1994. Naquele ano a Miss Pernambuco 1993, Núbia Rejane, representou o Estado no Miss Brasil.

1995
Viviane Augusto – A irmã da Miss Pernambuco 1985, Simone Augusto, venceu o estadual representando a cidade de Igarassu.
Viviane não se classificou nem no Miss Brasil e nem no Miss Mundo Brasil naquele ano.

1996
Tatiana Galvão – Representou o Sport Club do Recife, que foi até hoje o último clube a vencer o estadual.
Foi semifinalista no Miss Brasil e no Miss Mundo Brasil daquele ano.




1997
Ana Carolina Portela – Representou a cidade de Olinda no estadual.
Não se classificou no Miss Brasil. Mas, foi semifinalista no Miss Mundo Brasil daquele ano.

1998
Adriana Cabral – Caruaru conquistava seu terceiro título no estadual.
Não se classificou no Miss Brasil de 1998.
A partir deste ano, a representante brasileira para o Miss Mundo Brasil voltava a ser a miss que ficasse em segundo ou terceiro lugar no Miss Brasil.

1999
Jadilza Bernado – Representou a cidade de Jataúba no estadual.
Não tivemos classificação no Miss Brasil.




2000
Djanira Barbosa – Santa Cruz do Capibaribe via seu primeiro título do Miss Pernambuco sendo conquistado.
Djanira não se classificou no Miss Brasil daquele ano.

2001
Débora Daggy – Representou Jaboatão dos Guararapes no estadual.
No Miss Brasil 2001 obteve o quarto lugar. E nesse ano tivemos a realização do Miss Mundo Brasil, Débora representou também o Estado e conseguiu o segundo lugar.

2002
Millena Lira – Bom Jardim parou para ovacioná-la por causa do título de Miss Pernambuco daquele ano.
Foi como uma das favoritas para o Miss Brasil, conquistando o terceiro lugar do certame nacional e se consagrando como a única Miss Brasil Internacional pernambucana.
O Miss Mundo Brasil ficou para a segundo lugar do Miss Brasil, Taíza Thömsen, Miss Santa Catarina.




2003
Meirielle Abrantes – Conquista o título estadual representando a cidade de Vitória de Santo Antão.
Não se classificou no Miss Brasil 2003.

2004
Amanda Nolasco – Vitória de Santo Antão conseguia o seu bi-campeonato no Miss Pernambuco.
Amanda não conseguiu se classificar no Miss Brasil.
Neste ano a amazonense Priscilla Meirelles conquistava o Miss Terra Brasil e o Miss Terra, o terceiro concurso mais importante do mundo.

2005
Carol Castilhos – Representou a cidade de São Lourenço da Mata. Carol tinha ficado em segundo lugar no Miss Pernambuco 2004, representando Bom Jardim.
Não se classificou no Miss Brasil naquele ano.




2006
Rayana Carvalho – Representou a cidade de Aliança no estadual. É considerada a Miss Pernambuco do rosto mais bonito.
Ficou em 6º lugar no Miss Brasil 2006.
O concurso Miss Mundo Brasil passava a ser realizado novamente independente do Miss Brasil. Tivemos três pernambucanas representando o Estado, Evelyne Albuquerque (Miss Recife e terceiro lugar no Miss Pernambuco 2006), Tássia Caroline (Miss Joaquim Nabuco e conquistou o Miss Amizade na disputa nacional) e Leila Roots (Miss Jaboatão dos Guararapes e foi semifinalista e ganhou mais belo corpo do Miss Mundo Brasil 2006).

2007
Wilma Gomes – Representou a Faculdade Maurício de Nassau no estadual.
Wilma brilhou no Miss Brasil, conquistando o Miss Simpatia e o quarto lugar, no ano que elegemos Natália Guimarães como Miss Brasil.
Destaque para Rayanne Oliveira, que foi segundo lugar no Miss Pernambuco representando São Lourenço da Mata, e representou Pernambuco no Miss Mundo Brasil, ficando em sexto lugar e ganhando o mais belo rosto da disputa nacional.

2008
Michelle Costa – A Faculdade Maurício de Nassau conquistava seu bi-campeonato no estadual, que por sinal foi o último do Miss Pernambuco.
Michelle ficou no TOP 15, sendo semifinalista no Miss Brasil.
Destaque para Leila Roots que representava pela segunda vez Pernambuco no Miss Mundo Brasil, mas sem classificação desta vez.




2009
Fabiana Medeiros – Representou a cidade de Olinda no Miss Pernambuco 2009, ficando em segundo lugar. A coroa veio quando Isabela Nascimento renunciou ao título, logo após o Miss Brasil. Isabela tinha representado a UFPE e conquistou o Miss Simpatia na competição nacional. Tanto Fabiana como Isabela já tinha participado do Miss Pernambuco.
Pela primeira vez era realizado o concurso de Miss Mundo Pernambuco, vencido por Karine Barros, que conseguiu se classificar no Miss Mundo Brasil e conquistou o título de Miss Talento Brasil na competição nacional.

2010
Luzielle Vasconcelos – Representou a cidade de Bezerros no estadual.
Sem classificação no Miss Brasil 2010, Luzielle teve mais êxito no Miss Mundo Brasil 2011, representando novamente pernambucano, ela foi uma das semifinalista e conquistou o Miss Criatividade e Voto Popular.
Em 2010, Palloma Montezuma, foi a Miss Mundo Pernambuco, se classificando no certame nacional. Mas foi no Miss Terra Brasil que vimos uma representante pernambucana vencer, Luisa Lopes levava o direito de participar do Miss Terra, levando o nome do nosso Estado e do nosso país para o mundo.

2011
Leidyane Vasconcelos – Após onze anos, Santa Cruz do Capibaribe levava pela segunda vez o título de Miss Pernambuco.
Não obteve classificação no Miss Brasil 2011.
Neste ano Luzielle, Miss Pernambuco 2010, representava o Estado no Miss Mundo Brasil.
2012
Paula Lück –  Conquistava o segundo título estadual para Jaboatão dos Guararapes. Paula é sobrinha de Renata Lück, que foi vice – Miss Pernambuco 1985 como Miss Clube Alemão.
Destaque para Karine Barros, que representou Pernambuco pela segunda vez no Miss Mundo Brasil, obtendo desta vez o terceiro lugar da disputa nacional.

2013
Helena Rios - Trouxe pela primeira vez o título de Miss Pernambuco para Recife. 
E trouxe também o TOP 10 para nosso Estado, que não se classificava desde 2008.
Destaque para Taynara Gargantini, finalista do Miss Pernambuco de 2011, a jovem representou o nosso Estado no Miss Mundo Brasil 2013, ficando no Top 16 da competição.


2014
Rhayanne Nery - Back to Back Recife, a Capital pernambucana consegue seu segundo título consecutivo. O nacional acontece em setembro deste ano.
Destaque para Andresa Alves, terceira colocada no Miss Pernambuco 2013 e acabou sendo indicada a representar, em agosto, o nosso Estado no Miss Brasil World 2014.